Pré-venda: livro Sexualidade e socialismo, de Sherry Wolf

Acaba de entrar em pré-venda o livro Sexualidade e socialismo: história, política e teoria da libertação LGBT, da autora estadunidense Sherry Wolf, pela editora Autonomia Literária. Durante a pré-venda, o livro sai com 30% de desconto. Ou seja: o livro sai por apenas R$ 35! Corra e compre o seu, pois ele ficará em pré-venda…

Vem aí: Parada Virtual LGBT Tem Classe!

utonomia Literária para realizar uma programação de debates sobre o movimento LGBT no Brasil e trazer atrações culturais, como exibição de curtas e shows musicais. Entre os nomes, estão Rita Von Hunty, Renan Quinalha, Debora Baldin e vários outros.

O capitalismo e a identidade gay, por John D’Emilio

Tradução por Gustavo Guimarães, publicado originalmente no site LavraPalavra, o qual nos cedeu autorização para republicá-lo aqui. “O capitalismo e a identidade gay foi publicado pela primeira vez em 1983, e originalmente constituía uma versão revisada de uma palestra dada por D’Emilio ao redor dos anos de 1979 e 1980. Viria a consistir uma parte…

Dia internacional de combate à LGBTfobia: um chamado à luta!

O dia 17 de Maio é conhecido como Dia internacional de combate à LGBTfobia.  Foi consolidada enquanto uma data vitoriosa para o Movimento LGBT a partir de um longo processo de luta em vários países (incluindo o Brasil) pela retirada da Homossexualidade do Cadastro Internacional de Doenças (CID) da Organização Mundial de Saúde (OMS) em 1990. No Brasil, uma conquista semelhante…

As armas de Israel matam jovens na Palestina e no Brasil

O Coletivo LGBT Comunista assina a nota que segue: MANIFESTO: AS ARMAS DE ISRAEL MATAM JOVENS NA PALESTINA E NO BRASIL Com o aprofundamento da crise estrutural do capitalismo, reiteramos que a única saída possível para o fim da exploração e opressão da humanidade, assim como a sua emancipação, é a construção do socialismo. Não…

Cinco maneiras de apoiar as LGBTQs palestinas

Coletivo LGBT Comunista – SP Há 73 anos, em 1948, milhares de palestinos foram expulsos de suas terras, obrigados a sair do seu país depois de um longo processo histórico de colonização por parte de Israel. Tal processo resultou numa guerra sangrenta vencida por Israel e no subsequente êxodo de mais de 700.000 palestinos, episódio…

Formação básica

Em nossa prática militante, o estudo tem um lugar muito importante. No entanto, esse estudo muitas vezes é confundido com aquele feito nas universidades, que não é orientado para a atuação política, mas para o engrandecimento intelectual do indivíduo, que lhe garante um posto profissional e social. Isso porque, nessa modalidade de estudo, o indivíduo…

O capitalismo tornou a identidade gay possível. Agora precisamos destruí-lo

Entrevista de John D’Emilio por Meagan Day.

A identidade gay tornou-se viável graças à face emancipatória do capitalismo: a libertação do indivíduo da estrutura familiar. Mas essa liberdade sexual não foi automática — precisou de décadas de luta militante. Hoje, precisamos de mais enfrentamentos para combater os aspectos opressivos do capitalismo, que impedem que homossexuais e heterossexuais vivam vidas totalmente livres.

Pela greve geral do primeiro de maio!

Coletivo LGBT Comunista – RS Bolsonaro ri dos mortos enquanto o mercado lucra. Bolsonaro serve à burguesia brasileira, que também ri dos mortos, enquanto planeja a manutenção da “ordem natural das coisas”: eles, os patrões, os ricos, e seus representantes políticos, se protegem em suas casas, com suas heranças, rendas e lucros, enquanto a classe…